A Ditadura Militar foi a época em que os militares governaram o Brasil, entre os anos de 1964 a 1985. A ditadura militar foi marcada pela opressão, censura e perseguição política.

Como aconteceu a Ditadura Militar?

O estopim para o acontecimento da Ditadura militar foi o Golpe Militar de 1964, ocorrida na época do governo de Jango, João Goulart. Jango era vice de Jânio Quadros, que em 1961 renunciou ao cargo de presidente. Jango, tinha ideias esquerdistas, e o povo temia um golpe comunista. Foi aí que o povo e militares foram às ruas, em grandes acontecimentos, como a Marcha da Família. No decorrer do tempo, as tensões e pressões a Jango aumentavam e o medo de estourar uma guerra civil era grande. Sendo assim, João Goulart fugiu para o Uruguai. Sem ninguém para ocupar o poder de presidente, os militares o tomaram.

golpe militar 64

Governo na Ditadura Militar

Durante o período da Ditadura Militar, o governo do País passou pelas mãos de inúmeros generais do exército. Foi um período político tenso, que durou 21 anos no país. O primeiro presidente foi o general Castello Branco, que governou de 1964 a 1967. As eleições eram realizadas de forma indireta, pelo Congresso Nacional. A partir do governo Castello Branco, foram estabelecidos apenas dois partidos políticos no país, o Movimento Democrático Brasileiro, MDB, que era o partido de oposição, e a Aliança Renovadora Nacional, a ARENA, partido dos militares.

Castello Branco

O período da Ditadura Militar no Brasil foi marcado pela opressão, falta de liberdade de expressão e censura total. Este período durou em torno de 21 anos no país e faz parte de uma história muito recente do povo brasileiro. Durante a ditadura militar, foram criadas novas constituições, a inflação subiu disparadamente. A democracia era algo inexistente.

Fim da Ditadura Militar no Brasil

A Ditadura Militar no Brasil chega ao fim no ano de 1985. O processo de redemocratização no país teve inicio com a campanha Diretas Já.

Diretas Já

O Diretas Já tinha a participação de partidos da oposição, artistas, jogadores de futebol, enfim, muitos brasileiros influentes da época estavam juntos com o povo na busca pela democracia. Tancredo Neves foi eleito pelo colégio eleitoral em 1985, mas faleceu antes de tomar posse do poder, deixando o cargo para seu vice, José Sarney. Em 1988 é eleita uma nova constituição, que reestabelece a democracia no brasil.